O quarto meio escuro, a janela aberta, a porta encostada, a lua está tão bela, e eu tô aqui sentindo falta de você. Já vi todos os filmes, li todos os livros, e tô esperando a próxima novela, tudo por quê eu tô tentando te esquecer. Em qualquer lugar que eu vou, onde você está eu estou. O meu pensamento te segue, minha saudade te persegue, o meu amor não envelhece, você não sai da minha mente. É que você me causa febre, de uns 40 graus ou um pouco mais, eu quero é você, eu amo só você e o resto tanto faz!

Todo mundo tem suas coisas favoritas, a minha é você.

Sabe aquele menino que você namorava e pensava “que se foda, ele não vai fazer falta”? Pois é, e é desse menino que você sente uma puta saudades né? Que você daria tudo pra poder reviver o último beijo, o último abraço, aquele último olhar, e até aquela útima briguinha que sempre fazia vocês se aproximarem mais, estou certa?

Bom, nem sempre as coisas são como a gente imagina, mas, se você sabe que ele ainda sente alguma coisinha por ti, na moral, corre atrás! Não deixe tua felicidade passar por um orgulho besta!

Infelizmente nem todas as pessoas tem a tua sorte.

Você é aquele acaso que eu nunca imaginei que sentiria saudades.

Hoje a saudade conversou comigo, veio falar de você sem razão, te encontrei por toda parte tropecei no meu desastre, eu e a lua e a solidão…
Amanhã bem cedo depois que o sol sorrir pro mundo, eu vou chorar do outro lado, sem ninguém, sem você. Já estou indo embarco no próximo voo da meia noite, perfeito pra recomeçar sem você, vou ver que esse amor não era pra gente viver.
E da pra ver que hoje estamos divididos, tenho medo de não ter você comigo mas, ainda não sei o que é pior… Estou sentindo que eu estou te perdendo, mas aos poucos vou me refazendo… Vou lá pra onde nasce o sol, pra ver se aprendo a ficar só.
—  Bruninho e Davi - Onde nasce o Sol
Theme